segunda-feira, 28 de maio de 2018

Botafogo 1 x 1 Vitória – ligação direta, mas que inferno!

(Foto: Antonio Scorza - Agência O Globo) 

Não tínhamos a mínima chance de vencer, porque o Vitória não estava acima do Botafogo na tabela. Na próxima rodada é possível.

Aguirre soltou uma bomba de fora da área e o Luís Fernando e os comentaristas acharam que ele deveria ter passado pro próprio LF, que estava livre, leve e solto pela esquerda. Na minha opinião o Luís Fernando estava muito melhor posicionado, mas a opção sensata e objetiva é sempre NÃO passar a bola pro Luís Fernando, que não acerta o gol, a trave, um passe ou cruzamento.

O dia em que acontecer um milagre e o Marcinho NÃO carimbar o marcador e a bola chegar na área, o que normalmente se espera quando um jogador tenta fazer um cruzamento, ele vai descobrir o significado da palavra “cruzamento”. Um desperdício, porque é uma boa promessa. Mas desperdício mesmo é o Fernando Constanza não subir nunca. Nepotismo dá nisso, meritocracia zero.

A zaga não vai mal, mas quem explica Yago ao invés de Marcelo?

Moisés bem como sempre, e irritado por jogar num clube com diretoria medíocre.

O João Pedro é tão inócuo quanto o João Paulo, porém menos expressivo e comovente – o João Paulo é a nova versão do Lúcio Flávio em fim de carreira, adoradíssimo pela torcida e produtividade zero.

Se não bastasse a pixotada bisonha do experiente goleiraço Jefferson, a torcida responde com vaia a um jogador de 21 anos. Pelamor...

E não é que o karma existe mesmo e o Jeff compensa com um passe-chutão salve, salve, Kieza?

Acho que o Aguirre vai ser importante e o Ezequiel não tem nada a ver com o profeta bíblico da renovação, infelizmente.

Vamos mal, mas os 3 pontos contra o São Paulo estão garantidos, a não ser que a “consistência mórbida” seja de araque.

PS: O Pimpão já voltou pro Eurico... quer dizer, pro Vasco?

Saudações botafoguenses!

Nenhum comentário: