sexta-feira, 14 de junho de 2013

Dino da Costa - Botafogo pelo Mundo

O amigo Rui Moura faz campanha para que o botafoguense Dino da Costa entre para o Hall da Fama da Roma (Associazione Sportiva Roma) e nós aqui apoiamos a oportunidade para que se faça justiça a um craque brasileiro de renome mundial, revelado pelo Botafogo de Futebol e Regatas

Segue a publicação em Mundo Botafogo:

Dino da Costa: no Hall da Fama da A.S. Roma


Dino da Costa foi uma das mais importantes revelações da década de 1950 no Botafogo: Dino esteve no clube da Estrela Solitária entre 1948 e 1955, tendo atuado na equipa principal nos últimos quatro anos.

Durante uma excursão à Europa o jogador destacou-se e foi negociado para o futebol italiano. O dinheiro obtido serviu para reforçar a equipa principal, que viria a consolidar-se em 1957 com a aquisição de Didi, o ‘Príncipe Etíope’.

Desde aí Dino jogou sempre no futebol italiano, tendo-se consagrado ídolo da A.S. Roma entre 1955 e 1961, encerrando a carreira em 1968 no Ascoli.


Atualmente com 81 anos, Dino foi o co-autor, com Carlo Matteo Mossa, de um livro sobre si próprio intitulado Quel tredicesimo gol… Io e il derby: come divenni l’incubo dei laziali, publicado em Roma, em 1912, pela Roma Libreria, Sportiva Eraclea. O blogue Mundo Botafogo colaborou com dados sobre Dino da Costa durante a elaboração do livro.

Entretanto, a A.S. Roma decidiu criar o seu ‘Hall da Fama’, e Dino da Costa não poderia deixar de estar presente.

Por isso, o clube promove atualmente uma sondagem pública entre os internautas: - Quem é o seu jogador favorito na categoria “A Era dos Pioneiros, 1927-1961”?


Aceda ao endereço http://www.asroma.it/it/team/sondaggiohall.html e vote em Dino da Costa para o 'Hall da Fama' da A.S. Roma.

Além de Dino da Costa ser brasileiro e botafoguense, foi o 1º brasileiro artilheiro do campeonato italiano e ainda é o maior artilheiro do clássico da capital italiana, Associazione Sportiva Roma versus Società Sportiva Lazio, tendo assinalado 12 gols em 13 jogos.

Também pode aceder à biografia de Dino da Costa em http://mundobotafogo.blogspot.pt/2009/07/dino-da-costa-revelacao-botafoguense_29.html

***

[Publicação original no blog Mundo Botafogo]

VOTE EM DINO DA COSTA!!!

Saudações botafoguenses!

domingo, 9 de junho de 2013

Ponte Preta 0 x 2 Botafogo - superando o elo fraco


(Foto: Miguel Schincariol/Lance)

Não comentei o jogo passado por falta de tempo, mas muito mais por falta de equilíbrio emocional.

Ver o Vitinho querendo levar a bola para a casa, o Renan entregando o outro e o Fellype Gabriel dando passe de trivela cheio de pompa para atacante adversário também contribuíram para a minha inquietação do espírito, mas o fator decisivo para me tirar completamente do sério foi a usualmente patética e, portanto, inexplicável e enlouquecedora atuação do ‘lexotônico’ Antonio Carlos.

A imagem de Antonio Carlos com a camisa do Botafogo me faz pensar em um botão imaginário que o retire de campo em um só toque: Clic... ZAPT!!!

Porque além de possuir péssima visão de jogo, de ser lento e preguiçoso, AC é manhoso. Deixa companheiros e o time em má situação, seja por deficiência técnica ou por força de sua personalidade pouco confiável. Como exemplo disso, assistam ao clipe com os melhores momentos da partida pela 4ª rodada para vê-lo dando um passe claramente “maldoso” para Seedorf.

Sua participação nos dois gols do Bahia – mesmo enquanto coadjuvante – é flagrante. No primeiro gol adversário nem fez menção de dar o bote no jogador que chutou para o rebote e ainda tirou o corpo da trajetória da bola; No segundo tempo dá condições de jogo a Fernandão, em lance extremamente perigoso, e mais adiante deixa o mesmo adversário chegar na cara de Renan, que salva.


(Foto: Luciano Claudino/Globoesporte)

As diferenças entre a partida de quarta-feira e a de ontem consistem no resultado – o que é óbvio –; na postura geral da nossa equipe; e no baixíssimo nível do time da Ponte Preta, um bando de trogloditas sanguinários – creio que a torcida da Macaca mereça coisa melhor.

Quanto à Antonio Carlos, o mesmo de sempre. “Marcando” de longe, com os bracinhos voltados para trás e desviando-se dos chutes com uma arqueada de coluna ridícula, à la Pee Wee Herman. Sua debilidade cognitiva e seu espírito de areia movediça amaldiçoam um time inteligente e de caráter sólido.

Notem que as duas únicas derrotas do Botafogo na temporada contaram com a presença de Antonio Carlos. Sem Antonio Carlos jogamos quatro finais sem levar um gol sequer!

Bolívar e Dória formam sem dúvida alguma uma das melhores duplas de zaga da competição. Na falta do excelente Dória, que efetivem André Bahia, que se porta à altura do restante do time, ao contrário de Antonio Carlos, que destoa claramente. Com André Bahia, ontem, mantivemos o resultado; com AC, na quarta, tomamos uma virada.

Antonio Carlos é inútil para o Botafogo e ótimo para os adversários.

Saudações botafoguenses!

Nota: É, não falei sobre a partida de ontem e não citei o gol do AC. Mas isso porque estou pouco me lixando para essa estória de zagueiro-artilheiro e, mais importante que a vitória, no momento, é trabalhar para conseguir mais vitórias. Para isso é preciso saber que Antonio Carlos é o elo fraco dessa corrente robusta, este Botafogo de 2013.

***

Sobre a partida de ontem, leiam:

- Dormindo na liderança (Cantinho Botafoguense)

- Ponte Preta 0 x 2 Botafogo: E o que temos? (Fogo Eterno)

- Botafogo 2x0 Ponte Preta (Mundo Botafogo)

[Link para os melhores momentos: Ponte Preta 0 x 1 Botafogo]

***

Sobre a partida de quarta-feira:

- Estranha apatia (Cantinho Botafoguense)

- Bahia 2 x 1 Botafogo: Duplo desperdício (Fogo Eterno)

- Robin Hood FC 1x2 EC Bahia (Mundo Botafogo)

[Link para os melhores momentos: Bahia 2 x 1 Botafogo]

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Mundo Botafogo esclarece

O amigo Rui Moura publicou em seu blog Mundo Botafogo mais um comentário estarrecedor sobre fatos que envolvem o fechamento do Engenhão. Segue o texto em itálico.
 
O laudo do Engenhão é ilegal?!?!?!

por Canagé Vilhena
arquiteto e urbanista

Laudo pericial sobre segurança estrutural é serviço de Engenharia.

O laudo aceito pela prefeitura do Rio é de uma empresa alemã.

É necessário contratar estrangeiros para ver que a estrutura está podre?

Esta empresa tem registro no CREA-RJ para exercer a Engenharia no Brasil?

Ela fez Anotação de Responsabilidade Técnica – ART para o laudo pericial?

A Lei 5.194/66 proíbe a contratação de serviços de Engenharia produzidos por pessoas não registradas no Brasil:

Art. 6- Exerce ilegalmente a profissão de engenheiro ou engenheiro-agrônomo:

a) a pessoa física ou jurídica que realizar atos ou prestar serviços público ou privado reservados aos profissionais de que trata esta lei e que não possua registro nos Conselhos Regionais; (…)

Art. 13. Os estudos, plantas, projetos, laudos e qualquer outro trabalho de engenharia e de agronomia, quer público, quer particular, somente poderão ser submetidos ao julgamento das autoridades competentes e só terão valor jurídico quando seus autores forem profissionais habilitados de acordo com esta lei. (…)

Art. 15. São nulos de pleno direito os contratos referentes a qualquer ramo da Engenharia ou da Agronomia, inclusive a elaboração de projeto, direção ou execução de obras, quando firmados por entidade pública ou particular com pessoa física ou jurídica não legalmente habilitada a praticar a atividade nos termos desta lei.

Nota de Mundo Botafogo: Perante os argumentos de Canagé Vilhena, é necessário confirmar a ilegalidade do laudo acolhido pelo prefeito. A ser ilegal, a torcida deve, por todos os meios, encontrar forma de concretizar manifestações públicas que exijam um comportamento digno da diretoria e, quiçá, estudar a possibilidade de mover uma ação popular contra a ilegalidade cometida pela prefeitura ou apelar ao Ministério Público para que intervenha o mais rapidamente possível num caso que prejudica um clube que é património da cidade do Rio de Janeiro e do País.

OUSEMOS LUTAR, OUSEMOS VENCER!

[Link para a publicação original no blog Mundo Botafogo]

Saudações botafoguenses!

domingo, 2 de junho de 2013

Botafogo 2 x 1 Cruzeiro - vitória esperta


(Foto: Paulo Sergio/Lance)

Foi uma das muitas partidas em que a inteligência e eficiência do atual time do Botafogo ficaram evidentes.

Ao sentir que jogávamos contra uma equipe com preparo físico semelhante ao nosso, porém mais forte fisicamente, o Botafogo desacelerou a típica marcação impetuosa e adiantada que implementa usualmente desde os primeiros minutos das partidas e se resguardou na defesa bem postada; esperou o provável desgaste adversário e, por volta dos 20 do segundo tempo, pôde equilibrar o volume de marcação à do Cruzeiro – superando-a, inclusive –, administrando o jogo quando mais uma vez abriu vantagem, pois foi mais competente no aproveitamento das oportunidades de gol.

Mais 3 pontos contra adversário de peso e ainda longe do Engenhão.

 
(Foto: Paulo Sergio/Lance)
 
Lamentáveis foram os comentários de Roger Flores, que enquanto comentarista não passou de um torcedor cruzeirense ‘microfonado’.

No campo de jogo, também foi uma vitória conseguirmos absorver as ausências – sentidas, diga-se – de Fellype Gabriel, Dória e Jefferson. (Lodeiro é o próximo).

***

Sobre o jogo, insisto que leiam:

- Líder 2 x 1 Cruzeiro (Mundo Botafogo)

***

[Link para os melhores momentos: Botafogo 2 x 1 Cruzeiro]

Saudações botafoguenses!